10 conselhos Para Você Escrever Melhor

10 conselhos Para Você Escrever Melhor

Escrever é meu vício. Escrevo bastante para muitos espaços aqui da internet e confesso a vocês que sou péssimo em português. Por isso eu procuro deixar minhas “armas de português” próximas. Sempre estou lendo algum periódico ou livro, guardo artigos com dicas de português (onde tem hífen, uso do porque, novas regras de escrita, etc) e evito ao máximo usar essas abreviações que estão usando hoje em dia para a comunicação expressa nas redes sociais.

E o mais importante, uso essas 10 regras que me possibilitam fazer um trabalho melhor quando quero expressar alguns assuntos para vocês:

01 – Faça um título a altura do que quer escrever:

Seja o título do artigo, o assunto do e-mail, a primeira linha de uma postagem, etc. O título é a primeira coisa que a pessoa que acessar seu texto vai ver, e é a parte mais importante e a que  mais desperta a atenção. É nessa parte que muitos espertinhos usam artifícios para atrair pessoas para seus artigos e ganhar “cliques”.

Explicando melhor: eu estava olhando as estatísticas de acesso do meu site e percebi que um conto tinha 1000 vezes mais acessos do que outros da mesma natureza. Eu olhei ele varias vezes para saber porque aquele tráfego tão intenso de pessoas e para minha surpresa vi que o que chamava tantas pessoas para um conto comum era a palavra”bunda” no titulo.

Ainda em relação ao título, não use mais do que 10 palavras nesse local.

02 – Vá direto ao ponto no primeiro parágrafo e faça ele bem curto

As pessoas não estão mais propensas a lerem textos muito grandes. Por mais que a leitura possa ser importante para elas, se você não for direto ao assunto seu texto maravilhoso será ignorado.

Se precisar se alongar muito use o primeiro parágrafo para preder a atenção da pessoa e a deixar ansiosa para ler o restante da mensagem pois o leitor tem que conseguir identificar, logo na primeira sentença, qual seu ponto, o que você quer, o que precisa ou o que quer passar para ele. Faça uma pequena introdução no primeiro parágrafo falando sobre todo o cerne do texto e se possível conclua de forma resumida, depois reinicie no segundo parágrafo, desenvolvendo a ideia ao longo do texto.

03 – Revise seu texto

Revisão

Após terminar o texto, leia novamente, passe o corretor ortográfico, veja vírgulas, sentido, verifique a concordância, veja se é o caso alterar a ordem dos parágrafos, corrija letras maiúsculas sem necessidade. Depois que fizer isso leia tudo novamente e reduza 10% do tamanho de seu texto.

Tente fazer parágrafos curtos, bem distribuídos e com uma ou no máximo 3 fontes diferentes, se o texto pedir.
Sempre é bom enxugar o texto e 9 em cada 10 escritos podem ser resumidos sem perder a sua essência.

04 – Mantenha um tom cortês e amigável

Seja uma pessoa cortês em seus escritos. Trate bem seu público pois textos agressivos, rebuscados demais ou ofensivos farão seu leitor abandonar tudo o que se refere a você, mesmo que aquele seja o seu único texto produzido nessa linha.

E evite vícios de escrita! Da mesma forma que os vícios de linguagem são naturais para quem fala mas engraçados ou esquisitos para quem ouve, os vícios de escrita deixam uma marca registrada negativa.

05 – Use o português

Se não for um texto técnico não use termos estrangeiros, a não ser que sejam estritamente necessários para o entendimento do assunto. Coisas como know-how, expertise, approach, skills, etc passam ao seu leitor a impressão de que você é esnobe (tinha um programa na televisão nos anos 90 em que os personagens cômicos “novos ricos” sempre encaixavam uma palavra em inglês mal pronunciado em cada frase que falavam).

06 – Antes de começar pense num esboço do texto

estruturando-ideias

Faça um esquema, um mapa mental ou quem sabe um “brain storm” com a ideia do que você quer escrever.

Se ainda não tem a direção para onde deseja ir faça um parágrafo com cada ideia que conseguir identificar (pode ser uma frase ou ação sobre o que deseja escrever). Sem complicar muito começe numa breve introdução, desenvolvimento e conclusão bem definidas e se não estiver escrevendo TOP 10, listas como essa aqui ou similares evite escrever em tópicos, pois o leitor vai ler os itens “por alto”. Para evitar isso a solução é simples, use conectores, como: logo, então, portanto, certamente, na verdade, apesar de, além disso, a fim de etc.

07 – Se não for prioridade a postagem ou envio,
deixe isso para depois

enviar

Assim que terminar seu texto, feche o computador, tome um café, veja um filme, leia seu livro favorito. Trabalhe com rascunho e não se aproxime dele por algumas horas ou até uns dias. Quando você esquecer algumas das coisas que escreveu, vai ler seu texto novamente e com certeza terá outras ideias sobre ele, vai melhorar, reduzir e alterar algumas frases, pois um cérebro descansado trabalha bem melhor.

Não são raras as vezes que leio alguns dos meus textos antigos e descubro alterações interessantes a serem feitas neles.

08 – Elabore frases curtas e claras, com virgulas

As pessoas precisam respirar, mesmo que só estejam lendo mentalmente. Normalmente as frases curtas, encaixadas em momentos chaves viram até frases de efeito. Frases curtas também requerem eliminação de palavras desnecessárias. Sempre tenha a seguinte máxima: “Menos é mais”. Ao terminar cada parágrafo leia ele falando alto (pode ser baixinho se estiver em público) e onde você fizer pausa, pode ter certeza que necessita de uma vírgula.

09 – Use a tecnologia ao seu favor

word

Mesmo que esteja preparando um e-mail ou uma postagem na rede social, digite seu texto em um editor como o Microsoft Word, Google Docs ou qualquer outra ferramenta que tenha um corretor ortográfico e só depois transcreva para o seu destino. Instale um bom dicionário e se possível um guia de sinônimos em seu computador para lhe auxiliar com idéias e para evitar escrever a mesma palavra várias vezes: use as melhores ferramentas para lhe ajudar a se expressar corretamente!

10 – No final, sempre leia seu próprio texto

Já toquei nesse assunto várias vezes aqui no texto, mas nunca é demais! Sempre releia o seu texto mesmo que falando baixo, pois a cada leitura você vai encontrar uma nova forma de melhorar a sua criação.

Artigo publicado em HomemExpresso

Roberto Gleydson
Homem. Desenhista, técnico em informática, webdesign, Webmaster, programador e aventureiro nas horas vagas.
Deixe uma resposta.